CloudLinux oferecerá quatro anos de suporte para usuários CentOS 8 abandonados pela Red Hat

O pessoal responsável pelo desenvolvimento do CloudLinux decidiu voltar para ajudar os usuários do CentOS 8, que só têm até o final deste ano para mudar ou parar de receber suporte da Red Hat. O CloudLinux afirma que oferecerá atualizações e suporte até o final de 2025. Foi no final de 2020 que a Red Hat anunciou que o CentOS seria descontinuado, ou melhor, transformado no novo CentOS Stream. Portanto, o CloudLinux oferecerá quatro anos de suporte para CentOS 8.

Na época, surgiram muitas críticas à mudança pois o o sistema operacional de código aberto, derivado do Red Hat Enterprise Linux, tem sido um sucesso no mundo dos negócios há anos. Assim, de uma hora para outra ele deixaria de existir. Desnecessário dizer que os usuários que contavam com suporte até 2029, não ficaram muito felizes.

Pague pelo suporte do CloudLinux, mude para o CloudLinux OS ou use outro fork

CloudLinux oferecerá quatro anos de suporte para usuários CentOS 8 abandonados pela Red Hat

Após o anúncio que caiu como um balde de água fria para a comunidade, o melhor que a Red Hat fez em defesa dos antigos e atuais usuários da versão gratuita do CentOS foi apresentar um RHEL grátis para organizações sem fins lucrativos.

Por outro lado, mesmo antes desse anúncio, as alternativas da comunidade chegaram muito rapidamente. Do Alma Linux, o fork do CentOS 8.4 criado pelo próprio CloudLinux, para o Spanish Navy Linux; e, claro, o muito popular Rocky Linux, desenvolvido por um dos co-criadores do próprio CentOS e que foi baixado 10.000 vezes nas primeiras 12 horas após o lançamento da primeira versão estável.

Versões grátis ou pagas?

Além de estar por trás do Alma Linux, o CloudLinux oferece o CloudLinux OS, seu próprio Linux corporativo baseado em CentOS e RHEL, que é projetado para servidores leves e de alto desempenho para empresas de hospedagem na web e servidores multi-tenant.

A ideia de oferecer esta nova opção é porque, como a equipe do CloudLinux explica, muitos usuários pediram seu suporte para ter mais tempo para decidir o que exatamente farão quando tiverem que sair do CentOS. Esses quatro anos de suporte dão a uma empresa ou organização bastante tempo para implantar um novo sistema com mais tranquilidade.

O preço não foi especificado por enquanto. Porém, os planos de outras empresas que oferecem outras versões de distros Linux mais antigas e sem suporte são em torno de US$ 4,25 por mês por instância ou dispositivo. O suporte é oferecido 24 horas por dia, 7 dias por semana e inclui pacotes de atualização e patches de segurança.

Via Genbeta

FONTE: Blog SempreUpdate
Aproveito a oportunidade para renovar meus protestos de respeito e consideração aos autores da publicação original.