Cisco amplia receitas em 7% e lucro em 5%

A Cisco informou hoje, 19, ao mercado os resultados referentes ao seu terceiro trimestre fiscal, encerrado em 1º de maio. A fabricante registrou receitas de US$ 12,8 bilhões, 7% maiores que um ano antes. O lucro líquido ficou em US$ 2,9 bilhões, alta de 3%.

Segundo o CEO da companhia, Chuck Robbins, a perspectiva é de crescimento em função da digitalização das pessoas, adição de trabalho híbrido, transformação digital das empresas, maior uso da nuvem e serviços baseados em assinatura.

As receitas da empresa cresceram 2% nas Américas, 11% na região formada por Europa, Oriente Médio e África, e 19% na Ásia e Oceania. As soluções de segurança cresceram 13% em vendas, as plataformas de infraestrutura, 6%, e as aplicações, 5%.

Mas é bom notar que a maior fatia das receitas ainda vem das vendas de equipamentos de infraestrutura. Estas foram responsáveis pelo faturamento de US$ 6,8 bilhões no trimestre, enquanto aplicações responderam por US$ 1,4 bilhão e segurança, por US$ 876 milhões. Em serviços, a empresa teve receitas de US$ 3,6 bilhões.

No trimestre, a Cisco concluiu a compra de três empresas: Acacia Communications, fabricante de semicondutores; IMImobile, desenvolvedora de software de comunicações na nuvem; e a Dashbase, desenvolvedora de software corporativo.

FONTE: TeleSíntese
Para mais detalhes, acesse o website da publicação original.