Broadband Forum define padrões abertos para redes convergentes de acesso

A Broadband Forum, organização que reúne indústrias de telecomunicações, divulgou hoje, 23, três padrões técnicos a serem seguidos para a preparação das empresas para a 5G. São eles: 5G Wireless Wireline Convergence Architecture (TR-470), Access Gateway Function (AGF) Functional Requirements (TR-456) e Device Data Model (TR-181).

O TR-470, criado juntamente com a 3GPP, descreve a arquitetura 5G FMC, busca facilitar conectividade multi-acesso (móvel ou fixo) e fornece aos consumidores uma experiência de serviço integrada e de acesso independente. Isso porque a especificação permite que funções móveis e fixas coexistam por meio da mesma infraestrutura compartilhada. A partir dessa arquitetura, crescerão os fluxos de receita com o maior alcance da rede 5G Core e dos serviços de redes fixas.

Já o TR-456 apresenta os requisitos funcionais do AGF. Essa função reside entre rede de acesso fixo e rede 5G core, com o intuito de apoiar a quinta geração e os cabos de gateways residenciais. Assim, se cria uma infraestrutura convergente.

Por fim, o TR-181 estabelece um modelo de dados que se aplica às plataformas de serviço do usuário. O protocolou passou a contar com a previsão de uso de rede 5G para a conexão domiciliar. Isso inclui dispositivos finais, gateways residenciais e outros dispositivos de infraestrutura de rede.

As especificações dos Requisitos Funcionais para Dispositivos Residenciais Gateway para Banda Larga (TR-124) deverá ser finalizado no quarto trimestre de 2020.

“Ao abranger completamente o escopo da rede, incluindo CPE, essas especificações tomam uma abordagem holística para gerenciamento de rede e operação e vão acelerar muito o desenvolvimento do 5G, assegurando a confiança do operador por meio de um ecossistema aberto”, afirmou Robin Mersh, CEO da Broadband Forum. (Com assessoria de imprensa)

FONTE: TeleSíntese
(Excelente website de notícias! Recomendo!)