Ascenty investirá R$ 150 milhões para finalizar enterramento da rede de fibra óptica em 22 cidades

neopix fotografia | erich sacco

A Ascenty desembolsará R$ 150 milhões para concluir seu projeto de enterramento da rede de fibra ótica nas regiões de Campinas, São Paulo, Praia Grande e Rio de Janeiro. Iniciado em 2017, o programa entra em sua fase final neste primeiro trimestre de 2021. 

Ao todo, são 1.080 km de rede subterrânea que interconectam 22 cidades. São elas: Barueri; Campinas; Caieiras; Cajamar; Cubatão; Diadema; Hortolândia; Itupeva; Jundiaí; Louveira; Osasco; Paulínia; Praia Grande; Rio de Janeiro Capital; Santana de Parnaíba; Santos; São Bernardo do Campo; São Paulo Capital; São Vicente; Sumaré; Valinhos; e Vinhedo.

A ampliação da rede subterrânea permite às empresas alocadas nos data centers da Ascenty integrarem seus negócios ao novo NAP Brasil (Ponto de Acesso de Rede), aos provedores de serviços de Internet (ISPs) e aos grandes provedores de nuvem. Atualmente, os data centers da empresa abrigam cerca de 350 clientes globais que atuam na América Latina.

O projeto está de acordo com as estratégias da Ascenty de se posicionar no segmento de data centers. A rede de fibra ótica subterrânea conecta os data centers da empresa às estações de cabo submarino, o que fornece maior conectividade e redução de latência na comunicação. A empresa possui 22 data centers no Brasil, Chile e México. Desses, 17 já estão em operação e os outros cinco, em construção.

“Continuamos realizando grandes investimentos em rede subterrânea entre nossos data centers para que nossos clientes, independente de onde estiverem hospedados, tenham a possibilidade e tranquilidade que estão usufruindo ao máximo das melhores conexões possíveis”, comentou Marcos Siqueira, Vice-Presidente de Operações da Ascenty. (Com assessoria de imprensa)

FONTE: TeleSíntese
Para mais detalhes, acesse o website da publicação original.