ANPD formará conselho consultivo com as entidades mais representativas, diz seu presidente

O presidente da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), Waldemar Gonçalves Ortunho, afirmou hoje, 23, em evento da Brasscom que a escolha dos conselheiros para compor o Conselho Nacional de Proteção de Dados Pessoais e de Privacidade (CNPD) seguirá critérios representativos, para além dos técnicos. Isso significa que a Autoridade formulará a lista tríplice levando em consideração, principalmente, os indicados que “realmente representam seu setor e nicho”.

Após a ANPD fechar contrato com a Senacom para proteção de dados de consumidores ontem, 22, Ortunho ainda comentou que parcerias com outros órgãos e setores estão sendo formadas.

Um acordo com Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br) “já está bem adiantado”, conforme Ortunho. Na tarde de ontem, a ANPD procurou a o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) em busca de cooperação. O presidente lembrou, também, da parceria  com a Polícia Federal na investigação a respeito dos recentes vazamentos de dados.

Criar o máximo de acordos possíveis tem sido um dos grandes objetivos da ANPD. Por meio deles, a Autoridade tem buscado “aumentar a rede e conseguir grandes resultados de uma forma mais rápida”, afirmou Ortunho.

 

FONTE: TeleSíntese
Aproveito a oportunidade para renovar meus protestos de respeito e consideração aos autores da publicação original.