Anjo das PMEs endividadas

Elber Laranja, cofundador da Antecipa Fácil

Antecipa Fácil

2º Lugar

Categoria Desenvolvedores de Aplicações Financeiras e Fintechs

Serviço inovador: Mercado Digital de Direitos Creditórios

Por Regina Diniz

[O Tele.Síntese publica ao longo das próximas semanas as reportagens publicadas no Anuário Tele.Síntese de Inovação 2020, editado no final do ano passado e que pode ser baixado na íntegra e gratuitamente aqui]

Uma pequena empresa de transporte de pessoas, que atende executivos de uma das maiores companhias de bebidas do país, teria falido se não fosse a Antecipa Fácil, uma fintech de leilão de duplicatas que aumentou o seu negócio durante a pandemia e viu seu lucro crescer 30%, no mês de outubro.

“As grandes empresas normalmente pagam depois de três a quatro meses do serviço prestado. Essa situação tem levado muitos fornecedores a fecharem suas portas. Há dois anos, utilizando nossos serviços de intermediação de crédito, por leilão ou conta consignada, essa empresa de transporte de pessoas conseguiu se reerguer, negociando as notas fiscais, com juros inferiores a 1%”, conta o cofundador da Antecipa Fácil, Elber Laranja. A taxa de juros a ser paga varia de empresa para empresa e depende da assiduidade das solicitações de crédito e se o pagamento é realizado no dia combinado.

O sistema de bônus da Antecipa Fácil premia gradualmente os bons clientes, os confiáveis, emitindo um selo que indica às instituições financiadoras que se trata de uma empresa segura, boa pagadora.

Outras histórias como a da companhia de transportes, de recuperação da saúde financeira de Pequenas e Médias Empresas, fazem parte da trajetória da fintech, nesses dois anos de operação. A Antecipa Fácil foi criada para ajudar empresas com dificuldades de capital de giro, por questões de recessão do mercado ou por endividamento. Idealizada a partir de uma necessidade real identificada e combinada com a experiência de Elber Laranja e Thiago Chiliatto, fundadores da empresa.

“Eu mesmo estava em situação semelhante a muitas das empresas que nos procuram. Tenho uma indústria de fibra de vidro e, por fornecer para grandes companhias do segmento de manutenção industrial, precisava esperar meses pelo pagamento”, conta Elber Laranja. Para manter o capital de giro tinha necessidade de antecipar os recebíveis da sua empresa e tentava descontar seu título em bancos ou em factorings, em um processo longo e desgastante.

Foi pensando em como auxiliar esse perfil de empresas, que ele e o sócio, Thiago Chiliatto – com 15 anos de  experiência em análise de risco de crédito e modelagem estatística no mercado financeiro –, fundaram a Antecipa Fácil. Estima-se que mais de 5,3 milhões de empresas têm alguma restrição, muitas delas pequenas e médias, que estão quebrando por falta de capital de giro.

“O negócio deu tão certo que, hoje, somos referência no mercado e temos sido procurados por várias instituições e órgãos do governo”, destaca. Segundo ele, Ministério da Economia, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco Central, Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e Sebrae são algumas das instituições que estão replicando o modelo.

O portal de antecipação de recebíveis do Ministério da Economia, o AntecipaGov, é um exemplo. Inspirado no Antecipa Fácil, e com consultoria da fintech, foi lançado em agosto deste ano, para as empresas que fornecem serviços e produtos para a União. Um mercado que movimenta aproximadamente R$ 48 bilhões, anualmente.

Orgulhosos, os sócios da Antecipa Fácil comemoram o sucesso da empresa e a aceitação do modelo desenvolvido. Segundo eles, a empresa mudou de patamar, sendo considerada a elite do mercado financeiro por oferecer uma alternativa para que a economia se mantenha girando e de forma saudável. Empresas que não têm crédito no mercado, por serem penalizadas ou por terem dívidas recorrem à solução da fintech e são aceitas no sistema, conseguindo créditos de pequenas e médias instituições financeiras, que se relacionam com a plataforma.

FONTE: TeleSíntese
(Excelente website de notícias! Recomendo!)