Anatel vai avaliar a qualidade do 5G DSS

Embora o ministro das telecomunicações continue a defender que as operadoras deixem de chamar o 5G DSS de 5G, o padrão está cada vez mais solidificado nos regulamentos setoriais. A área técnica da agência concluiu no final de junho sua proposta de Manual Operacional do Regulamento de Qualidade dos Serviços de Telecomunicações, conhecido internamente por MOP. E o documento prevê a aferição da qualidade do 5G DSS, assim como do 5G NSA e do 5G Standalone.

O MOP traça as métricas para que a agência atribua diferentes selos de qualidade a serviços móveis, de banda larga fixa, de telefonia fixa e de TV paga. O manual estabelece as métricas mínimas para que o serviço tenha a qualidade avaliada, dentro da tecnologia utilizada.

No móvel, o padrão 2G, por exemplo, não será considerado na atribuição das notas. O 4G deverá ter velocidade de no mínimo 5 Mbps e upload de 1,5 Mbps e tempo de resposta (latência) bidirecional de 100 milissegundos.

O 5G DSS recebeu nota de corte própria também, e é idêntica à do 4G: 5 Mbps e upload de 1,5 Mbps e latência bidirecional de 100 milissegundos. Já o 5G NSA e o 5G SA ainda terão os indicadores definidos futuramente. Veja na tabela abaixo a proposta da área técnica.

Serviço

Indicador

Valores de Corte

SMP

IND4
(Velocidades
Download e
Upload)

3G: Download-1.5Mbit/s Upload-500kbit/s;

4G: Download-5Mbit/s Upload-1.5Mbit/s;

5GDSS:  Download 5Mbit/s Upload-1.5Mbit/s;

5G Stand Alone: À definir em revisão posterior.

SMP

IND5
(Latência
bidirecional)

3G: 200ms;

4G: 100ms;

5GDSS: 100ms;

5G NSA e 5G SA: À definir em revisão posterior.

SMP

IND6
(Jitter)

3G: 40ms;

4G: 25ms;

5GDSS: 25ms;

5G NSA e 5G SA: À definir em revisão posterior.

SMP

IND7
(Perda de
Pacotes)

3G: 2%;

4G: 2%;

5GDSS: 2%;

5G NSA e 5G SA: À definir em revisão posterior.

SCM

IND4

Download:10mbit/s Upload: 2mbit/s

SCM

IND5

80ms

SCM

IND6

40ms

SCM

IND7

2%

O texto preliminar desse manual foi encaminhado para votação do Conselho Diretor em 1º de julho e sorteado à relatoria do conselheiro Carlos Baigorri. Estabelece os critérios para aferição dos parâmetros de qualidade previstos no Regulamento de Qualidade aprovado pela agência em 2019.

FONTE: TeleSíntese
(Acesse o website do autor da publicação para mais detalhes)