Anatel terá novo presidente a partir de 23 de janeiro

Novos nomes na Anatel Crédito: Fotolia
A agência já enviou a relação de nomes que podem ser indicados pela presidência da República. Crédito: Fotolia

Em 23 de janeiro termina o mandato do conselheiro substituto da Anatel, Raphael Garcia e presidente interino da agência. A indicação de novo técnico da agência reguladora para preencher a vaga do ex-presidente Leonardo de Morais, que concluiu seu mandato em novembro do ano passado, deve ser feita por Decreto Presidencial. Essa substituição se faz necessária porque o nome indicado para compor o conselho, Artur Coimbra, atual secretário de Telecomunicações do MCom, precisa de aprovação do Senado Federal. Da mesma forma, a confirmação do atual conselheiro, Carlos Baigorri, na presidência da autarquia também precisa de nova manifestação dos   senadores, que só voltam a se reunir a partir de fevereiro.

O Conselho Diretor da agência aprovou, no final do ano passado, a relação dos candidatos para compor a lista tríplice dos técnicos que devem compor a direção do órgão, em caso de vacância, conforme estabelece a Lei das agências reguladoras. Esta relação já está na Presidência da República.

Os indicados

Para a primeira vaga, e como primeira indicação, o Conselho Diretor aprovou a indicação da superintendente de Relações com os Consumidores, Elisa Leonel, que já teve seu nome preterido uma vez pelo presidente Bolsonaro, que pode escolher um entre os três nomes indicados por vaga. Juntamente com ela, os atuais dirigentes da agência indicaram também Karla Crosara Rezende, atual superintendente Executiva; e Wilson Wellisch, superintendente de Fiscalização.

Para a segunda vaga foram indicados o superintendente de Planejamento e Regulamentação, Nilo Pasquali; o superintendente de Outorga e Recursos à Prestação, Vinicius Caram; e a gerente de Acompanhamento Econômico da Prestação, Priscila Evangelista.

Para a terceira vaga integram a lista a superintendente de Administração e Finanças, Isadora  Firmino; o superintendente de Controle de Obrigações, Gustavo Borges; e o superintendente de Gestão Interna da Informação, André Gustavo Gonçalves (que assumiu no lugar de Raphael Garcia).

 

FONTE: TeleSíntese
(Acesse o website do autor da publicação para mais detalhes)