Algar vai para o leilão do 5G de olho no espectro da área de concessão

A operadora mineira Algar Telecom confirmou ao Tele.Síntese que vai participar do próximo leilão de espectro da Anatel. A empresa pretende comprar as frequências regionais referentes à sua área de concessão, nas faixas de 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz.

“A gente tem interesse de comprar espectro na região da concessão. Fora da concessão, é estudo que temos trabalhado. Tem um lote que é um fit com a área de concessão da Algar. Isso para 3,5 GHz, 26 GHz e 2,3 GHz”, disse em entrevista Márcio de Jesus, diretor de negócios varejo da operadora mineira.

Segundo ele, as novas frequências serão fundamentais para aperfeiçoar os serviços móveis na área concedida. Ele não descarta que a empresa apresente lances por lotes nacionais, mas diz que estudos sobre isso ainda estão em andamento.

“Hoje toda a área de concessão tem acesso a dados móveis, 90% da área são cobertos com 4G, 75%, com 4,5G. Evoluir constantemente é um dos nossos objetivos”, resumiu.

Conforme o executivo, a empresa está capitalizada para competir pelo espectro. “A Algar vem com uma geração de caixa robusta, tivemos R$ 1 bilhão de EBTIDA em 2020 pela primeira vez. A empresa tem debêntures, funding, bom posicionamento da dívida para 2021. A empresa está bastante consistente do ponto de vista de posição de caixa, que sustenta o planejamento feito para 2021”, afirmou.

FONTE: TeleSíntese
Mais uma vez, agradecemos aos autores originais desta publicação.