Accenture propõe que telcos arquitetem ecossistema de negócios para PMEs

Francesco Pellegrino, diretor de telecomunicações na Accenture Strategy & Consultancy

A Accenture tem discutido com algumas operadoras um novo modelo de negócio e operação para telcos crescerem no mercado de Pequenas e Médias Empresas (PMEs). Com os novos moldes, empresas de telecom se tornam pivôs de serviços digitais e de TI, “fazendo a orquestração entre parceiros, oferecendo portfólio de produtos modular”, explicou Pedro Milanez, consultor de estratégia de negócios da Accenture Brasil.

Nesse caso, o operador focaria em oferecer sua expertise, conforme as dificuldades do cliente. O portfólio teria como âncora a conectividade, podendo oferecer serviços como marketplace, nuvem, backoffice e direcionamento e produção de anúncios digitais. Com isso, as telcos poderiam ter um crescimento de mercado entre 5% e 10% em cinco anos.

O modelo busca responder à estagnação do setor telecom com a comoditização da conectividade. Uma pesquisa da Accenture feita em parceria com o Facebook projetou que o mercado de TIC para PMEs iria crescer 3,6% por ano. Porém, essa expansão será impulsionada por serviços digitais e soluções de TI, e não conectividade. O último apresentará crescimento moderado e a 5G não será suficiente para dar pulsão ao faturamentos das telcos. A pesquisa ouviu 60 pequenas empresas e 60 médias no Brasil em dezembro de 2020.

Francesco Pellegrino, diretor de telecomunicações na Accenture Strategy & Consultancy, diz que no Brasil ainda há pouco foco no oferecimento de serviços às PMEs. Porém, 64% dessas empresas desejam reduzir seus fornecedores a fim de simplificar processos, segundo a pesquisa. A Accenture defende que aí reside uma oportunidade para telcos oferecem serviços por deterem portfólios mais amplos. Além disso, as operadoras já possuem a confiança das PMEs.

“Todo mundo já tem conexão em fibra, em banda larga. Então, você tem que utilizar isso como um trampolim, para crescer em cima de outras coisas”, afirmou Pelllegrino.

De acordo com o diretor, o mercado das PMEs poderia alavancar as receitas das telcos. Contudo, para que as empresas evitem o mesmo destino das empresas de mídia após o surgimento das OTTs com 4G, será preciso um posicionamento mais estratégico e contundente por parte das telcos.

Redes sociais e PMEs

Por enquanto, quem domina o mercado das PMEs são as redes sociais. Elas são o meio de divulgação de 86% das PMEs, conforme a pesquisa da Accenture. Também, foram citadas como as empresas que as PMEs mais confiam 49% da vezes, enquanto as telcos seguem logo atrás com 43%. As mídias digitais representam 79% da fonte de contato dessas empresas com seus clientes. Por fim, cerca de 30% das PMEs têm mais da metade de seu faturamento advindo das redes sociais.

No entanto, Pellegrino afirma que uma possível competição entre as provedoras de telecom e redes sociais não é a intenção da Accenture. A companhia pretende que o novo modelo se baseie em parcerias. “A gente entende que as telcos podem competir, desenvolver serviços cloud, de experiências digitais de forma autônoma, mas o modelo que a gente acredita é parceria com o Facebook, com a Amazon e outros, para oferecer ao cliente o melhor que tem”, disse.

FONTE: TeleSíntese
Mais uma vez, agradecemos aos autores originais desta publicação.