A série do iPhone 14 não terá chip de 3 nm da TSMC

A intenção da Apple é que a série 14 do iPhone fosse equipado com chip de 3 nm da TSMC. A maior fundição do mundo começou a enviar chipsets de 5 nm para a Apple no ano passado e tanto o A14 Bionic quanto o M1 são produzidos usando este nó de processo. Agora, a TSMC confirmou que o lançamento de chipsets de 3 nm está atrasada.

a-serie-do-iphone-14-nao-tera-chip-de-3-nm-da-tsmc

No início deste mês, o Digitimes revelou que a linha 2022 do iPhone 14 seria movida pelo A16 Bionic que será fabricado usando o nó de processo 3nm da TSMC. Se havia uma linha importante nesse relatório, era que “a TSMC está no caminho certo para mover sua tecnologia de processo de 3nm para produção de volume na segunda metade de 2022 para dispositivos da Apple, sejam iPhones ou computadores Mac”.

Mas, de acordo com o Seeking Alpha, a TSMC está confirmando um atraso na produção de 3nm e comentários da fundição sugerem que a produção de 3nm (N3) não chegará a tempo de ser usado na série do iPhone 14.

A Apple pode ser forçada a usar chips de 4 nm menos potentes para a série 14 do iPhone

Espera-se que a TSMC produza o A16 Bionic usando seu nó de processo de 4 nm. Isso significa que os modelos 2022 do iPhone não oferecerão a mesma melhoria em desempenho e consumo de energia como se esperava originalmente.

A TSMC normalmente começa a produção de chips em abril e maio. Levando em consideração o atraso de três meses, é evidente que um A16 Bionic de 4 nm pode ser suficiente para os telefones do próximo ano. Esse atraso pode dar à Samsung a chance de ser a primeira fundição a enviar chips de 3 nm em vez da TSMC.

Enquanto TSMC e Samsung Foundry são considerados líderes mundiais de processos com roteiros de até 2 nm, no início deste ano a IBM fabricou o primeiro chip de 2 nm usando a arquitetura de dispositivo de nano folha Gate-All-Around (GAA) que poderia permitir que Big Blue colocasse 50 bilhões de transistores dentro do chip.

O atraso do chip de 3 nm é o primeiro da TSMC desde o que afetou os chips de 20 nm para o iPhone 6 e iPhone 6 Plus em 2014, lembra o PhoneArena. O nó de processo mais recente estava sendo introduzido a cada dois anos. Por exemplo, os chips que alimentam a série iPhone 13 usarão uma versão aprimorada do nó de processo de 5 nm da TSMC após o lançamento do A14 Bionic de 5 nm no ano passado.

No entanto, agora que há um atraso, não se sabe como o uso de chipsets de 4 nm afetará os planos da TSMC no futuro. A fundição manterá uma construção aprimorada de 4 nm para o A17 Bionic ou usará 3 nm para esse chip.

Curiosamente, a Apple estava planejando usar o nó de processo de 4 nm para o chip M2, sua sequência para o primeiro chip M1 Apple Silicon usado em Macs e no iPad Pro (2021).

Como ainda temos mais de um ano para que a série 14 do iPhone seja lançada, a TSMC ainda tem bastante tempo para reverter isso.

Via: PhoneArena

FONTE: Blog SempreUpdate
Aproveito a oportunidade para renovar meus protestos de respeito e consideração aos autores da publicação original.