A Qualcomm fornecerá chips para o Mégane E-TECH da Renault

A Qualcomm parece pronta para fornecer chips para o Mégane E-TECH da Renault. A empresa anunciou hoje que fornecerá chips para os novos veículos elétricos da Renault para componentes de painel digital.

A informação vem da Reuters, que afirma que a Qualcomm fez o anúncio da novidade ontem. A Qualcomm já havia firmado uma cooperação com a General Motors para fornecer chips para sistemas automotivos. Portanto, este é o próximo grande passo para a indústria automobilística.

A Qualcomm disse que o chip de computação será usado no carro elétrico Renault Mégane E-TECH. Este último também usará um sistema carro-máquina baseado em Android. Este carro elétrico foi apresentado ontem no IAA Motor Trade Show em Munique, Alemanha, e deverá estar à venda em 2022.

O modelo Renault Mégane E-TECH vem com a plataforma de cockpit digital para automóveis Snapdragon de terceira geração. O sistema consiste em uma tela de toque audiovisual de grande porte que oferece suporte a funções de áudio, visuais e de navegação, assistente de voz do Google e uma variedade de aplicativos Android integrados, por exemplo.

a-qualcomm-fornecera-chips-para-o-megane-e-tech-da-renaultImagem: Caradisiac

Mégane E-TECH da Renault

a-qualcomm-fornecera-chips-para-o-megane-e-tech-da-renaultImagem: Reprodução | Gizchina

O Renault Mégane E-TECH é um veículo de 4,21 metros de comprimento que conta com uma distância entre eixos de 2,7 metros, vem com uma grande roda de 20 polegadas e usa um design de alça oculta.

Em termos de potência, a versão básica do carro tem um motor elétrico de 96kW e um torque de 250N·m. O modelo topo de linha possui motor elétrico com potência de 160kW e torque de 300N·m. Ou seja, o veículo acelera de 100 quilômetros a 7,4 segundos e tem um alcance de cruzeiro de 470 quilômetros.

Quando o assunto é carregamento, por exemplo, o carro suporta um máximo de 22kW de potência de carregamento AC e o carregamento rápido DC suporta 130kW. O carregamento rápido pode completar 200-300 quilômetros de duração da bateria em meia hora de carga, por exemplo.

Além disso, o painel totalmente digital segue os conceitos de Trezor, Symbioz e Morphoz, adotando o que a Renault chama de display OpenR em forma de “L” invertido. O carro vem com uma tela de 12,3 polegadas, que fica na frente do motorista. No entanto, esta tela é complementada por uma tela sensível ao toque de 12 polegadas para o sistema de infoentretenimento nos modelos de especificações mais altas.

Além disso, essa tela grande tem resolução de 1250×1562. Em outras palavras, é da mais alta qualidade. Haverá uma versão elétrica mais barata do Mégane E-TECH. Ele virá com uma tela central menor de 9 polegadas com resolução mais baixa.

Via: Gizchina

FONTE: Blog SempreUpdate
Para mais detalhes, acesse o website da publicação original.