Oi oferece Internet e SVAs de graça a seus clientes

[Publicado no Mobile Time] Clientes móveis da Oi dos planos pré, controle e pós vão receber mais Internet e acesso a Serviços de Valor Agregado (SVA) no período de confinamento por conta do novo coronavírus. Vale lembrar que a empresa de telecomunicações já tinha liberado canais da Oi TV a seus usuários no dia 14 de março.

A Oi vai dar diariamente 100 MB durante a semana após o término da franquia Internet para clientes dos planos de telefonia móvel pré e controle que não possuem pacote de dados, num total de 700 MB. Para receber o benefício é preciso responder a mensagem da Oi aceitando a bonificação. Inicialmente, a promoção é válida apenas até 31 de março.

Ainda para cliente pré, a Oi vai oferecer até 3 GB de Internet para quem efetuar a recarga em canais digitais. Recargas de R$ 20 dão 2 GB de bônus, recargas de R$ 25 garantem 2,5 GB de bônus, e as recargas de R$ 30 ou mais oferecem 3 GB de bônus. Todas as bonificações são válidas por sete dias.

Vale lembrar que há várias maneiras de realizar uma recarga sem precisar sair de casa: ao digitar no celular *880 o usuário pode pagar com cartão de crédito. Quem enviar um SMS com um “Oi” para o número 3000 também pode fazer a recarga com a tarjeta. É possível recarregar pelo aplicativo, por aplicativos de diferentes bancos e pelo portal de relacionamentos www.oi.com.br/minha-oi.

Para todos os clientes de telefonia móvel, a Oi oferece SVAs como o Oi Jornais, que inclui acesso 11 jornais, como Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo e Lance! Para acessar o conteúdo de graça, o cliente fazer o download do app Oi Jornais (Android, iOS) no celular ou tablet.

O app de leitura Skeelo também vai disponibilizar para clientes Oi móvel três livros literários extras de graça, além de dois guias sobre coronavírus e notícias falsas. Para obter o conteúdo, é preciso acessar https://skeelo.app/cupom do celular, resgatar o cupom COVID19 e clicar em validar.

O Clube de Quadrinhos também vai oferecer acesso a histórias em quadrinhos da Cartoon Network, Sanrio e Warner Bros., num total de 500 títulos. Para acessar o conteúdo, o cliente Oi deve acessar http://web.supercomics.com.br/storebr, fazer o download do aplicativo Clube de Quadrinhos – Super Comics, abrir o aplicativo e digitar o número do celular com DDD.

]]>

Visando modificar o plano da recuperação judicial, a Oi está estudando marcar a assembleia geral de credores (AGC) para o segundo semestre deste ano – o prazo máximo é até o dia 6 de novembro, conforme estabelecido pelo Juízo da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro. Mas parte significativa dessa dívida é com a Anatel, um total de R$ 11,5 bilhões, e há alternativas sendo aventadas para a negociação desses créditos. 

Uma das alternativas seria por meio da medida provisória 899/2019, que permite à União renegociar dívidas “irrecuperáveis ou de difícil recuperação”. Após tramitar pela Câmara e virar um projeto de lei de conversão (PLC), a proposta foi apresentada ao Plenário do Senado na terça-feira, 24, sendo aprovado. A proposta segue agora para a sanção presidencial. 

“Na realidade, é uma opção”, diz o CEO da operadora, Rodrigo Abreu, durante conversa com analistas na teleconferência de resultados do quarto trimestre de 2019. “Isso permitiria renegociar com a Anatel ao ponto de ter uma redução de até 50%, com 18 meses para pagamento”, explica. 

Haveria ainda uma terceira opção, com base no projeto de lei 6229/2005, que permitira uma nova abordagem com créditos da Anatel. Isso daria à empresa possibilidade de abatimento de 70%, com alongamento de 120 meses para negociação para empresas em RJ. O projeto altera o § 7º do art. 6º da Lei nº 11.101, de 9 de fevereiro de 2005, que regula a recuperação judicial, a extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade empresária, para submeter todos os créditos tributários à recuperação judicial. A última ação legislativa foi a votação do Plenário Virtual em outubro do ano passado, com aprovação do requerimento para apreciação no regime de urgência.

“Acreditamos que quanto mais alternativas, melhor. No final das contas, é bom ter opções. E o crédito da Anatel já está na RJ, está em nossos números, não é uma preocupação”, assegura. 

Impacto do dólar

A CFO da operadora, Camille Loyo Faria, explicou que a dívida total da Oi, que cresceu 34,7% no ano, passando a ser de R$ 15,927 bilhões ao final de 2019, está protegida da variação cambial enfrentada com as altas históricas do dólar. Em dezembro, ela estima que mais da metade – 52% – da dívida era em moeda estrangeira.

Faria diz ter sentido impacto da alta do dólar no fluxo de caixa, mas que isso foi mitigado com a venda da participação na Unitel. “Estamos totalmente protegidos (hedged)”, declarou. “Esperamos ver algum desequilíbrio com a desvalorização do real, mas é importante vermos que temos amortização em dívida em moeda estrangeira, então não tem impacto nisso.”

]]>
https://teletime.com.br/26/03/2020/oi-espera-que-nova-mp-permita-renegociar-divida-com-anatel-na-rj/feed/
0

FONTE: TELETIME NEWS
Por mais esta excelente publicação, agradecemos.