Americanet dá novos passos para expansão no mercado residencial

Com previsão de ampliar para um milhão a base de clientes no varejo até o fim de 2022, o plano de expansão da Americanet deve levar o serviço residencial de banda larga da empresa para pelo menos 80 municípios nos próximos dois anos. Nesta sexta-feira, 29, a operadora inaugurou operação comercial em Carapicuíba (SP), ou a décima quarta praça com oferta do produto.

“Criamos um modelo escalável e replicável com franqueados nas cidades. A reação das grandes não assusta, porque a banda larga fixa é um mercado que ainda é muito carente no Brasil, tanto que chama a atenção de fundos. O desejo da Americanet é crescer de forma acelerada”, afirmou a este noticiário o diretor comercial da operadora paulista, Renan Torres.

“Estamos avaliando a quantidade exata de cidades [para expansão], mas temos a meta de atingir em 2022 a marca de um milhão de assinantes. Temos 18 mil km de rede de fibra em oito estados lançadas para o B2B e que serão adaptadas para B2C”, prosseguiu Torres, assinalando cobertura em aproximadamente 80 cidades de médio e pequeno porte em dois anos. São José dos Campos (SP) deve ser uma das maiores praças dentro da estratégia; lá, a empresa assinou um contrato com a Prefeitura para implantação de soluções de cidade inteligente.

“Na banda larga fixa, a expectativa é expandir tanto organicamente quanto por aquisições”, nota o executivo. Durante evento da TelComp realizado há duas semanas, a Americanet já havia sinalizado que a conclusão de negócios em andamento poderia ocorrer nos próximos meses.

Dessa forma, segundo Torres, já no fim de 2020 há expectativa da base B2C alcançar os 500 mil acessos. Vale lembrar que a operadora – que tem planos para o 5G – conta com apoio de dois fundos de private equity: o Invest Tech e o Warburg Pincus, que entrou na operação em 2019.

Em Carapicuíba, uma rede de fibra ótica de 200 km foi preparada para suportar a nova oferta; de acordo com Torres, o déficit da tecnologia na cidade é elevado, com menos de 10% dos domicílios contando com a opção. “Queremos ser o líderes de market share aqui”, afirmou o diretor comercial durante inauguração de loja no Plaza Shopping Carapicuíba. Conforme apontado por este noticiário, operadoras competitivas como a Americanet lideram o mercado de banda larga fixa em 3,5 mil municípios do País, com destaque para cidades de menor porte.

Além da banda larga fixa, a operadora também atua no varejo como operadora móvel virtual (MVNO), em serviço agregado aos combos, mas também comercializado de forma avulsa em todo território nacional (por meio de parceria de rede com a TIM). Torres não divulgou números da operação, mas notou que o produto tem mostrado aderência também no corporativo, onde a empresa já tem atuação consolidada: são cerca de 6 mil clientes no segmento. A empresa ainda é credenciada pela cidade de São Paulo na oferta de Wi-Fi público na capital paulista.

FONTE: TELETIME NEWS
Meu agradecimento pelas excelentes publicações!